Arquivo do blog

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018


Descarte

Dentro doces
teimas, se ex
pressa a linha
nula, porque dá
resto! Tocou do
centemente as
mínimas e con
duta em balé de
cheque. Madam
es e cavalheiros
um berro de estra
nhar, subiram a i
piranga com jaco
binas na Mauá a
dançar o baile do
avesso tardar, a no
ite que foi vagar

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018


Ecomendei um
poema feito a mim 
para que salve-se
nessa época é o
disque disque dis
que impedimento
Ele vem a cabo e
enrolado nessa fita
Ele faz baraulho e
acesso e não tole-
ra o peso da época
é mais leve que sa
bão tem garantia e
fica muito bem, sal
vaguardo na linha

domingo, 11 de fevereiro de 2018



Carnavalia Pt3

Quando o taxista largou a guria no público perto do telefone que era de alguma dessas telefônicas,depois de desligar o telefone e entrar  num diplomata guiado por um velho de cabelos brancos, disse
-Vô, você não acredita na corrida que eu fiz!
- O senhor, continuou nesse carro e olha que ele vai mais que a corrida.
Com roupa de novilho tecido a mão pelo vô, ela sentiu o banco garrando os fios.
-Vô eu não podia ficar com essa peça de roupa e a camisa por baixo.
-Eu perguntei aquele taxista se ele conhecia aquele poeta ,depois do jogo e parece que ninguém conhece e olha que o taxista era um cara culto.
Me deixou em casa e não entrou. Eu fui ao banheiro e me despi para um banho e tirei aquela roupa e fiquei um tempo na água fria. Não tinha ninguém em casa, sei lá onde tinham ido. Sai do banheiro e pus outra roupa. No meio desse tempo o telefone tocou, eu atendi e desci de novo até a porta, o Bugre de Josué,na porta. Era um final de semana comum desse que você encontra a luz do dia, no entanto já era noite.
- Deixei Boca de Sino calado com Felícia, no centro hoje de manhã.
A guria entrou no carro selou, a porta garrou novamente, assim como segurou Boca de Sino.Já era tarde da noite. Parecia um segundo carnaval.Ela contou da corrida e Josué dirigia bem, engatou a primeiro, acelerou e partiu.
Uma semana depois, os quatro se encontraram na parte da tarde em uma tabacaria. Fizeram algum alvoroço por lá, entraram no Bugre e não se ouviu falar deles por um bom tempo.

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Peça Rara



Vagando em manguezais
Cintila atrás dos meus versos
costas largas feito o planalto
Fazer cuidar do acerto premeditado
Idôneo, aquilo que era perfeito
fulguras em floral aberto

Não conto dos trinta o trampo
Não passo de reto um trapo
Não calço quarenta e quatro
Não vejo direto um papo 

Nos manguezais onde os lamaçais
escondem caranguejos
Corroido de desejos
me encontro em planice
O que sobrou de resto
Foi  calcário, morro indigesto

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Quando lhes
Estouram as
Bolas, enquan
to tu botas os
em uma sinuca

“  You look Good Today’'

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

Os batimentos
mensurados e
tidos como len-
tos soldados no
arranque de cen
telha figurativas
Vasculha a vida
olha e não se me
xe.E lá vem o trem

terça-feira, 30 de janeiro de 2018